Respostas das sugestões e reclamações da ÁREA PEDAGÓGICA enviadas pela pesquisa feita em 2015 em São Roque

Sugestão e ou reclamação:

“Gostaria de mais interação entre as turmas.”

Resposta: Estamos desenvolvendo um dia em que as turmas que estiverem cursando o Intermediário, Upper, Advanced e Unlimited sejam unidas em seus respectivos níveis para aulas de bate papo.

Outra sugestão da coordenação é a participação nas aulas extras de sextas em que alunos de todos os níveis misturam-se e interagem.

Sugestão e ou reclamação: “Não tenho tempo de participar das aulas de sexta. Por que não abrem horários de sábado?”

Resposta: Em 2012 abrimos um horário aos sábados. Não houve participação dos alunos de sábado. O professor geralmente ficava com um aluno em sala e este aluno estudava durante a semana. Quando perguntado aos alunos de sábado porque não participavam das aulas, a resposta era: “Ficar aqui quase 4 horas seguidas é muito tempo… Hoje é sábado!”

Atualmente estamos sem sala de aula aos sábados para este tipo de atividade. Aos alunos que desejam fazer aulas de música disponibilizamos a opção de fazerem em casa, baixando as folhas usadas nas aulas de music em nosso website: www.planettalk.com.br

Na aba “Notícias” procuro pelo título: MUSIC CLASS WORKSHEET. Lá você encontrará o link para baixar as folhas de music e o link da canção no youtube. Respostas estão incluídas na segunda folha do arquivo.

Sugestão e ou reclamação: “O rodízio de sábado vira muito rápido, não dá tempo de se acostumar com o professor.”

Resposta: O rodízio é feito justamente para o aluno não se acostumar com o professor. O intuito do rodízio é fazer o aluno interagir com todos os professores e absorver o melhor de cada um deles.

O rodízio de sábado roda a cada 2 unidades, justamente como o dos alunos que estudam durante a semana. O tempo com cada professor em um rodízio é o mesmo para todos os alunos da escola.

 

Sugestão e ou reclamação: “Por que vocês tiraram a teacher Kátia? Queremos ela de volta!”

Resposta: Nós não demitimos a teacher Kátia. Foi decisão dela se desligar da escola.

Sugestão e ou reclamação: “Não gosto e não quero fazer o workbook online.”

Resposta: A lição de casa é extremamente importante para a consolidação do aprendizado. É na hora de fazer lição que o aluno descobre se realmente aprendeu e entendeu o conteúdo das aulas e, se não aprendeu, é necessário marcar um plantão de dúvidas. A lição de casa funciona como um termómetro para sabermos se estamos absorvendo bem o que estamos aprendendo. Você não deve fazer a lição para deixar o professor feliz, ou pela nota. Você deve fazer a lição para seu próprio benefício. Extinguir a lição de casa é um crime contra a aprendizagem. Essa escola nunca fará isso, pois presamos a educação de qualidade.

Sugestão e ou reclamação: “Prefiro o workbook escrito.”

O uso do workbook online para aprendizagem de segunda língua é uma tendência mundial. Países como Japão, França e Alemanha já usam esse método há quase 10 anos. A Planet Talk está seguindo esta tendência. Por que esse método está ganhando espaço?

– O aluno sabe se está certo ou errado na hora. Ele não precisa esperar dois, cinco ou uma semana inteira para saber se acertou seu exercício. Assim ele pode trabalhar no aprendizado de sua língua com mais rapidez e autonomia.

– O professor tem mais tempo de aula para realmente ensinar algo novo. Antigamente perdia-se de 10 a 15 minutos a cada aula para se corrigir lição. Aos sábados meia hora era perdida. O aluno ganha meia hora para praticar algo novo.

Se os alunos fizerem as lições regularmente, não apenas um dia antes da prova, poderão chegar ao professor e dizer: Não entendi o exercício X. Estou com dificuldades. E o professor explicará novamente.

Tudo que é diferente leva tempo para se consolidar, nós compreendemos isso. É natural que o ser humana seja avesso à mudanças. Toda mudança implica em mudança de comportamento.

Sugestão e ou reclamação: “O ritmo das aulas é muito intenso, poderíamos fazer o livro mais devagar.”

Reposta: Nós seguimos as orientações da Cambridge, editora do livro, em que 16 unidades de um livro devem durar entre 90 e 120 horas. Optamos pelas 100 horas para que o curso tivesse a duração de 12 meses. Aumento na carga horária para 120hs acarretaria um aumento na duração total do curso para 15 meses por módulo, ou seja, 1 ano a mais de curso.

Sugestão e ou reclamação: “O ritmo das aulas é muito lento, poderíamos fazer o livro mais rápido.”

Reposta: Novamente, nós seguimos as orientações da Cambridge, editora do livro, em que 16 unidades de um livro devem durar 100 horas.

Ou seja, existe os dois tipos de aluno. Os que querem o curso mais rápido e os que querem o curso mais lento. Por isso preferimos seguir a orientação da editora do livro. Vejam os dois lados:

Se fizermos muito rápido, será que realmente estamos aprendendo? Ou será que estamos apenas passando de ponto gramatical em ponto gramatical sem praticar a língua por tempo suficiente para absorvê-la? Ver um ponto gramatical não é sinônimo de aprender. Nós aprendemos quando praticamos o que vimos.

Agora, se fizermos bem devagar, será que sentiremos a evolução, ou vai parecer que estamos sempre no mesmo lugar? Quando fazemos as coisas muito devagar, para não sairmos de nossas zonas de conforto, também não é bom. Não estamos nos forçando a evoluir.

O segredo é balancear para não ficar tão rápido que seja impossível absorver o conteúdo, nem tão devagar para não ficarmos entediados por ver sempre o mesmo conteúdo.

Sugestão e ou reclamação: “Não quero ver gramática, só quero falar inglês.”

Resposta: Aprender uma segunda língua sem o uso da gramática só é possível se a pessoa que estiver aprendendo esteja no ambiente em que se fala essa língua 24h por dia, ou seja, estando no exterior. Mesmo assim, essa pessoa seria considerada analfabeta naquela língua. Saberia falar, mas não saberia ler ou escrever o que quer que seja. Como centro educacional, esperamos que os alunos que estão na jornada de aprender uma segunda língua queiram ser alunos completos e alfabetizados nessa língua, fluentes na fala, na audição, na escrita e na leitura.

Sugestão e ou reclamação: “A Planet Talk poderia criar grupos de revisão de gramática.”

Resposta: O plantão de dúvidas tem essa finalidade. Além disso o aluno pode treinar no website: http://www.cambridge.org/interchangearcade

Sugestão e ou reclamação: “Ter mais aulas de sexta”

Resposta: A quantidade de aulas extras de sexta está equilibrada com o número de alunos ativos nas mesmas.

Sugestão e ou reclamação: “Poderia ter uma excursão.”

Resposta: Nós sempre tentamos fazer excursões de cunho pedagógico e cultural. Da última vez tivemos que cancelar por falta de interessados.

Sugestão e ou reclamação: “O intervalo de sábado é muito rápido.”

Resposta: O intervalo de sábado serve apenas para os alunos irem ao banheiro e relaxarem rapidamente. Os alunos pagam para ter duas horas e meia de aula. Se tivéssemos um intervalo de 20 minutos estaríamos literalmente roubando horas de aula e em consequência dinheiro dos alunos.

Sugestão e ou reclamação: “Poderiam colocar alguns jogos para os alunos que estiverem esperando.”

Resposta: Estamos providenciando.

Sugestão e ou reclamação: “Acho desnecessário uma aula para prova oral a avaliação pode ser feita no dia a dia”

Resposta: Os alunos são avaliados dia a dia, mas existem alunos que precisam sentir a obrigação da prova para serem testados. Mas pode ter certeza que os professores estão avaliando a cada momento.

Sugestão e ou reclamação: “Fazer um acampamento em inglês.”

Resposta: Estamos providenciando algo do tipo.

Sugestão e ou reclamação: “Os alunos deveriam ter a mesma faixa etária”

Resposta: A partir do momento que um aluno é avaliado e aceito em um determinado curso oferecido pela escola, ele e,ou seus responsáveis têm o direito de escolher o horário que prefere entre os horários disponíveis. Vetar um aluno em uma determinada sala acarretaria em quebra contratual por parte da escola.

Sugestão e ou reclamação: “O inglês britânico do livro English Unlimited.”

Resposta: Os alunos que chegaram no nível que os alunos de English Unlimited têm precisam de desafios para continuarem motivados a aprender e lidar com algo novo. O livro English Unlimited é sim, muito mais desafiador em termos de vocabulário e listening. O inglês é uma língua global e seus falantes têm vários sotaques. Neste livro queremos que o aluno se acostume com esses sotaques. Nele, além do sotaque britânico, são apresentados sotaques orientais, indianos, australiano…

O aluno que já está ou vai entrar neste livro precisa compreender que já ouviu o sotaque americano por anos, que precisa sair de sua zona de conforto e que deve se preparar para conversar e entender falantes de todo o mundo. Além disso, deve saber que a gramática da língua inglesa já foi totalmente vista no livro Interchange, a gramática dessa livro é revisão. O intuito maior do livro é a discussão de ideias sobre tópicos, aquisição de expressões e novo vocabulário além do listening já dito. Este não é um livro para quem está interessado em fazer exercícios gramaticais. É um livro para por em maior prática o que foi aprendido nos anos anteriores.

A Coordenação

Menu